Lembrando que...

No meu blog há inúmeras imagens, artigos e materiais encontrados na internet.
Caso vc seja o autor de quaisquer materiais, deixe seu recadinho, que lhe darei os devidos créditos.
Sem mais,
Julia Campanucci

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Gratidão


Hoje pensei em agradecer
tanta gente que me fez crescer

só não sei como descrever
já pensou se eu me esquecer,
de um nome ou de um caso?
vai ser ruim, um arraso!

mas quem sabe passo a passo
uma lista com nomes e fatos eu não faço?
faço... amasso... descarto... refaço...

Enfim,
agradeço todo mundo
alguns pelo bem
à outros por tanto desdém

A pessoa que sou hoje
nada mais é que um reflexo
de tanta gente, de tanto caso,
do descaso, do abraço...

meu sorriso...
é parte tbem da sua alegria
do seu riso, seu cinismo, teu abismo

felicidade...
por sua ajuda, sua recusa

sou grata!
à vc, muito obrigada!

...
Julia Campanucci




Vai um tempo pra gente entender que algo mau
pode ser um bem, uma alegria
Por isso, é tempo de agradecer...
Agradecer os professores que me deram zero em biologia,
me reprovaram em geografia
Contar pra eles que meu negócio é biografia,
caligrafia e um pouco de psicologia
Agradecer à vc que pegou o meu lugar, preencheu a minha vaga
Me deu a opção de ser livre e de não me apegar a nada...
Agradecer à vc que me dispensou, me mandou embora
Pois é, me perdeu de vista porque "eu fui..."
e agora, nem adianta me querer de volta
Agradecer à sua chatice, seu incomodo...
Que me fez buscar outras vidas, o mundo todo
Agradecer vc que pegou o que eu não quis
e até os que eu quis
Poupou-me do grande risco de ser infeliz
Agradecer a sua crítica, sua vaia... tão desnecessária
Pois não aumenta, nem reduz a minha conta bancária
Agradecer teu ciúmes, tua inveja
Que me impulsionaram pra mais longe, muito além da janela
Agradecer desde já aqueles que fazem pouco do meu nome e sobrenome
Porque um dia haverá renome!
...

Julia Campanucci

Um comentário:

Denis disse...

Poesia forte e direta, dá pra sentir a força das palavras, nos significados e nas rimas. Bem escrito!
Abraços,